Apache Reability

01 Jul 2007

Um problema que acontece no apache versão 2, utilizando MPM (Multithread per Child), que é uma função que abre um processo filho para cada thread do sistema apache o que melhora muito a utilização de memória em relação ao apache versão 1, pois anteriormente era criado um processo pai para cada thread do sistema aberto, mas uma novo problema agora é o vazamento de  memória chamado de memory-leak, para restaurar a utilização de memória execute o seguinte comando:

# apachectl graceful  

Grande Dica

Programe sua cron para executar este comando diariamente em um horário de menor tráfego.

Obs: Este comando não derruba as conexões existentes, somente restaura a utilização de memória, diferente de:

# apachectl restart

Comandos do editor de texto vi

31 Mai 2010

Nesta seção serão apresentados alguns comandos usados para trabalhar com o editor de texto vi no linux:

<-   para levar o cursor para a esquerda  - h

->   para levar o cursor para a direita - l

î -  para levar o cursor para cima - k

para levar o cursor para baixo - j

 

i - insere o texto na posição atual

I - insere o texto no início da linha

a - insere o texto no próximo caracter

A - insere o texto no fim da linha

dd - recorta a linha

yy - copia uma linha

p - insere na linha o arquivo ou linha recortada ou copiada

G - posiciona o cursor na última linha

gg - posiciona o cursor na primeira linha

w - move o cursor uma palavra a frente

D - apaga da posição atual até o final da linha

x - apaga o caracter a frente

X - apaga a caracter a trás

r - sobrescreve um caracter

U - desfazer o último comando

:  - modo de comando

: set number  - numera as linhas do arquivo

: set nonumber - retira a numeração das linhas do arquivo

: set autoident  - adotar como referência a  linha acima

: número da linha, número da última linha mo ou co (para mover ou copiar) numero da linha para onde vai

 

Para realizar buscas no texto

? sistemas  - procura no arquivo qualquer palavra com o nome sistema para cima do local do comando

/ sistemas  - procura no arquivo qualquer palavra com o nome sistema para baixo do local do comando

n  - busca a próxima palavra igual ao pesquisado no texto

N - busca a próxima palavra

 

Salvar arquivo

:w [nomedoarquivo]  - Salva o arquivo digitado com o seguinte nome

ZZ ou :x ou :wq  - Salva e sai do arquivo

:q!    - sai do arquivo sem salvar

:e [nomedoarquivo]    -  abre outro arquivo no vi

 

Substituir palavras no texto

:1,10s/palavra1/palavra2 - Substitui da linha 1 até a linha 10 a palavra1 por palavra2

:1,19s/^palavra1/palavra2 - Substitui da linha 1 até a 19 a palavra na linha iniciada com a palavra1 pela palavra2

$  - final da linha ou texto

 

 

Logar em servidores Linux com senha pessoal na conta do root

01 Jul 2007

Primeiro passo:

Criar a chave criptográfica simétrica neste exemplo irei criar um chave do tipo rsa, mais recomendada para este tipo de conexão.

Abrir um terminal, e digitar o comando abaixo

$ ssh-keygen -t rsa

Neste passo ele indicará aonde será salvo a chave criada

Generating public/private rsa key pair.
Enter file in which to save the key (/home/usuario/.ssh/id_rsa):

Neste passo será pedido para inserir uma senha que será utilizada quando for utilizada esta chave, para deixar a senha em branco é só teclar enter

Created directory '/home/usuario/.ssh'.
Enter passphrase (empty for no passphrase):

Enter same passphrase again:
Your identification has been saved in /home/usuario/.ssh/id_rsa.
Your public key has been saved in /home/usuario/.ssh/id_rsa.pub.
The key fingerprint is:
05:6e:02:37:ae:9a:17:36:40:f0:4a:cc:f2:8b:1e:13 usuario@maquina

Pronto as chaves privada e pública foram criadas na pasta /home/usuario/.ssh/

Segundo Passo

Exportar a chave para o servidor para qual será feita a conexão.

Um comando utilizado para fazer esta exportação será o scp

$ scp /home/usuario/.ssh/id_rsa.pub root@servidor:/root/.ssh

Será pedida a senha do servidor, para qual será exportada a chave.

A chave será exportada para a pasta /root/.ssh no servidor a qual deseja compartilhar a chave.

Terceiro Passo

Logar no servidor a qual foi compartilhada a chave

$ ssh -l root servidor

Insira a senha do servidor.

No servidor, vá até a pasta que está a chave que foi gerada na sua máquina.

# cd /root/.ssh

Vc verá que existe o arquivo id_rsa.pub dentro desta pasta

# ls

Criar o arquivo que irá receber a chave.

# touch authorized_keys

Agora vc deverá copiar a chave pública para dentro do arquivo

# cat id_rsa.pub >> authorized_keys

Agora é só remover a chave que está nesta pasta.

# rm id_rsa.pub

Agora saia do servidor e tente logar a partir de sua máquina no servidor.

# exit

Agora vc estará em sua estação de trabalho.

$ ssh -l root servidor

Quando solicitar a senha é só digitar a senha que foi inserida na criação da chave, se não foi inserida nenhuma senha aparecerá logo a conexão com o servidor.

Espero que este tutorial ajude a vários administradores para que não fiquem tendo que decorar senhas ou anotar estas senhas.

Lembrando que isso só vale quando vc conectar da máquina que foi gerada a chave e com o usuário que gerou a chave, ok!

Até mais.

 

Expressões regulares

31 Mai 2010

Metacaracteres

.  - substitui qualquer caracter simples

?  - Opcional

* - substitui o item precedente no máximo um vez

+  - Um ou mais

^ - Início da linha

$  - Final da linha

|  - passa a saída do comando para outra entrada

[] - lista, sequência. Ex: [a-z]

{} - número de vezes da sequência

{n} - número exato

{n,} - número mínimo

{,m} - número máximo

{n,m} - número de ocorrências, mínimo e máximo

| - ou. Ex: [jose|maria]{3} - palavras jose ou maria que aparecem 3 vezes

() - Define um grupo

\ - pega o próximo caracter com ele é e não substituindo

\b - borda

Exemplo para procurar número de telefone:

0xx\([1-9]{2}\)[0-9]{3,4} - [0-9]{4}

Explicação da linha

\  - Aceita o próximo caracter como ele é

[1-9] - caracteres de 1-9

{2} - Duas ocorrências